O DESEMPREGO COMO ESTRATÉGIA NO CAPITALISMO DE FINANÇAS

Maurício Godinho Delgado

Resumo


As explicações correntes sobre o desemprego buscam enfatizar fatores próprios à dinâmica socioeconômica capitalista, especialmente em sua fase atual monopolista, internacionalizada e hegemonicamente financista. Após identificar essas explicações correntes, este estudo procura demonstrar que parte relevante do desemprego resulta, na verdade, de certo conjunto coordenado de políticas públicas, as quais ostentam, inclusive, o eficiente papel estratégico de desarticular e enfraquecer resistências diversas à realização dos interesses do capitalismo de finanças.

Texto completo:

MGD

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Direito das Relações Sociais e Trabalhistas